X

Área Privada


Notícias

Junho na Obra Diocesana
2016-06-01

No mês de junho, a Obra Diocesana de Promoção Social (ODPS) prosseguiu a celebração d’ “A Alegria na nossa Missão”. Seguindo o habitual esquema de atribuir um mês a cada Centro Social da Instituição, as atividades deste mês foram da responsabilidade do Centro Social do Cerco do Porto.

Logo no primeiro dia do mês, realizou-se a festa “Zumba Kids”. Destinada às nossas crianças, foi plena de variadíssimas danças, pinturas faciais e doçuras, festejando assim o seu dia, o Dia Mundial da Criança.

Ao longo de 2016 estão previstas várias recolhas de sangue na ODPS, a deste mês foi realizada no dia 2, no salão polivalente do Centro Social do Cerco do Porto. Esta iniciativa é simbolicamente designada “Vida Pelas Vidas” e teve o apoio do Instituto Português de Sangue e da Transplantação. Foi importante o contributo de todos nesta ação solidária, pois “dar sangue, salva vidas”.

A atividade “Aventura Fonte Quente – O Mundo na Tocha” foi um dos pontos altos deste mês. Na sequência do sucesso verificado no ano passado, mais de 200 crianças deslocaram-se à Quinta da Fonte Quente, unidade de turismo social da APPACDM de Coimbra, localizada na Tocha. Os dias 2 e 3 de junho destinaram-se às crianças das salas dos 5 anos, sendo que, duas semanas mais tarde, a 16 e 17, foi a vez dos utentes do CATL. Todos disfrutaram de dois dias muito bem passados. O espaço envolvente, pleno de imenso espaço verde, proporcionou variadas animações para as crianças, tais como, parque aventura, desportos radicais, campo polidesportivo, minigolfe, campo de jogos tradicionais e piscina. Foram dias que ficarão gravados positivamente na memória destas crianças.

No dia 7, o Centro Social do Cerco do Porto recebeu a CerciGaia, que apresentou uma divertida peça de animação intitulada a “Turma dos Palhaços”.
No dia seguinte decorreu o “Um Gesto de Amor”. Dirigida à população mais carenciada da comunidade de Campanhã, esta iniciativa permitiu oferecer uma refeição quente a estas pessoas.

Num espírito de total partilha e solidariedade, os colaboradores confecionaram vários alimentos que aconchegaram aqueles que mais precisam.

Tendo em conta que junho é o mês dos Santos Populares, o Centro Social do Cerco do Porto realizou, no dia 9, uma exposição de quadras são joaninas, que tiveram como tema “Uma Família…Uma Quadra”. Foi um pretexto, particularmente temático, que serviu para estreitar laços entre os utentes e as suas famílias.

Cumprindo uma tradição bem viva na cidade do Porto, no dia 13 de junho, os Centros Sociais da Obra Diocesana construíram as famosas cascatas de São João. Ao longo de vários dias, estas foram visitadas por um júri constituído por três elementos. O resultado desta seleção, que premiou as três cascatas mais criativas e originais, foi anunciado no final do mês, durante a Sardinhada que se realizou nos Carvalhos. 

A meio do mês, no dia 16, cumpriu-se mais um Passeio Sénior. Desta vez o destino foram as cidades da Régua (com visita ao centro e à zona beira-rio), de Lamego (com especial destaque para a visita ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios) e de Tarouca (onde se realizou o almoço e posterior passeio pelo centro histórico). Foi mais um dia de convívio para os idosos da ODPS.

Como já vem sendo tradição na Instituição, no final de cada ano letivo, todos os Centros Sociais demonstraram aos familiares dos nossos utentes um pouco daquilo que ao longo do ano se trabalhou. A Casa Diocesana – Seminário de Vilar foi o palco, no dia 28, da Festa de Finalistas, que este ano tinha como tema “Um Mundo de Afetos”. Em sintonia, todos inovaram e cooperaram para mostrar algo que fique esculpido nas memórias e corações, sinónimo da “qualidade – chave de futuro”, um dos lemas da Obra Diocesana. No auge da festa, todos os finalistas subiram ao palco para receberem as merecidas cartolas e diplomas.

No dia 30, mais de 200 idosos da Instituição deliciaram-se com uma sardinhada, que se realizou no Parque de Nossa Senhora da Saúde, nos Carvalhos. Neste dia especial, também o menu do almoço foi especial – caldo verde com chouriço e broa abriram o apetite dos nossos seniores para as deliciosas sardinhas assadas. À tarde, o momento foi de festa e de baile, com muita música tradicional. Foi mais um dia de convívio e espírito de família.

Paralelamente a todas estas iniciativas, decorreram outras inseridas no projeto “Tempo e Vida Ativa”, das quais são de salientar a “Horta do Avô e do Neto”, a “Hora do Conto”, o “Dia da Culinária” e as “Aulas de Motricidade”. Também ao longo do mês, em todos os Centros Sociais da ODPS, desenvolveram-se “Os Afetos Numa Solidariedade Dinâmica” – tema do Projeto Educativo da Instituição.

Voltar