X

Área Privada


Notícias

53º. Aniversário ODPS
2017-02-06

No dia seis de fevereiro de 2017 comemorou-se o 53.º Aniversário da Obra Diocesana. As comemorações foram repartidas por duas celebrações eucarísticas – na Igreja de Nossa Senhora do Calvário (para os Centros Sociais do Carriçal, Cerco do Porto, Lagarteiro, Machado Vaz, Regado, São João de Deus, São Roque da Lameira e São Tomé) e na Igreja da Pasteleira (para os Centros Sociais de Fonte da Moura, Pasteleira, Pinheiro Torres e Rainha D. Leonor). Estive presente na celebração eucarística realizada na Igreja de Nossa Senhora do Calvário. A igreja estava composta, com idosos representantes dos vários Centros Sociais. Estiveram presentes todos os Coordenadores – Dr. Leandro Teixeira, Dr.ª Rosa Maria Seabra, Dr.ª Ana Luísa Santos, Dr.ª Isabel Cristina Vieira, Dr. Emanuel Cunha e Dr. Jorge Varandas.

Esteve igualmente presente a Diretora de Serviços Dr.ª Mónica Taipa de Carvalho.

A missa foi presidida pelo Reverendíssimo Senhor Cónego Fernando Milheiro. Teve início pouco depois das 11 horas.

Na sua intervenção inicial, o Cónego Milheiro anunciou a comemoração do 53.º Aniversário da ODPS e lembrou o seu papel de ação social junto da comunidade mais necessitada da cidade. Lembrou também que a Obra Diocesana começou precisamente naquele lugar, isto é, no Bairro do Cerco do Porto. Assinalou que a Paróquia de Nossa Senhora do Calvário só viria a ser fundada passado alguns anos e que em 2017 comemora o seu 50.º aniversário. Por fim, disse que o dia 6 de fevereiro era dedicado aos Santos Paulo Miki e companheiros mártires, que foram perseguidos e assassinados no Japão, no século XVI. Por esse motivo, os paramentos do sacerdote, nesse dia, eram vermelhos.

Realizei a Leitura do Dia – leitura da Epístola do Apóstolo São Paulo aos Gálatas. Ao longo da cerimónia, os idosos fizeram as seguintes ofertas: a bandeira da Instituição, uma vela, um terço realizado manualmente em feltro, pão e uvas. Ofereceram também flores à imagem de Nossa Senhora do Calvário.

No final da missa, o Cónego Milheiro rezou uma Ave Maria em honra ao centenário das aparições de Nossa Senhora de Fátima.

A celebração eucarística terminou às 11:55.

O almoço-convívio decorreu no Centro Social do Cerco do Porto (3ª idade). O ambiente estava tranquilo, com quase cinquenta idosos presentes. Numa das mesas almoçaram o Cónego Milheiro, a Dr.ª Rosa Maria Seabra, a Dr.ª Mónica Taipa de Carvalho e a minha pessoa.

No início do almoço, a Dr.ª Rosa Maria Seabra deu-me a palavra. Comecei por informar que me encontrava a representar o Conselho de Administração da Obra Diocesana, que transmitia os seus cumprimentos a todos os utentes e colaboradores. De seguida, cumprimentei o Senhor Cónego Fernando Milheiro, a quem agradeci a celebração que nos proporcionou nessa manhã, a sua amizade constante para com a Obra Diocesana e ainda a sua disponibilidade permanente para a Instituição. Prossegui com um cumprimento à Dr.ª Rosa Maria Seabra, e por extensão, a todos os colaboradores do Centro Social (desde a cozinha, ao SAD e ao Centro de Dia). De igual modo cumprimentei a minha colega Diretora de Serviços. Por fim, cumprimentei todos os idosos.

Relembrei a efeméride que se comemorava neste dia – o 53.º Aniversário da Obra Diocesana de Promoção Social. Disse que era um privilégio pertencer à família da ODPS e servir quem mais precisa. Afirmei que “a Obra Diocesana existe por causa dos nossos utentes, só existe por causa dos nossos utentes e que sem os nossos utentes a Obra Diocesana não fazia sentido”. Continuei: “há 53 anos que cumprimos a nossa missão de ação social junto da população mais carenciada da cidade do Porto”.

Disse que os utentes “são a razão da nossa existência” e que é para eles que trabalhamos todos os dias, para o cumprimento das suas expectativas, para a sua satisfação e para a sua alegria. Terminei desejando um bom almoço a todos, com votos de que o dia fosse particularmente feliz.

A ementa foi cumprida: sopa de macedónia de legumes, entradas diversas (bolinhos de bacalhau, salpicão, azeitonas e broa), lombo de porco assado, arroz e batata, grelos salteados e leite-creme caseiro como sobremesa.

Os utentes estavam bastante satisfeitos. Posso concluir que foi um dia feliz e importante para a Instituição.

João Miguel Travessa Pratas.

Voltar